Skip links

Montar uma lanchonete é um bom negócio?

Como montar uma lanchonete

Montar uma lanchonete é uma opção que muitos seguem pois, além de ser um tipo de negócio tradicional, é um mercado que movimenta aproximadamente 10 bilhões de reais por mês e atende, em média, 200 milhões de consumidores.

Tem muito espaço para novas lanchonetes!

O que fazer primeiro

Antes de tudo, faça uma pesquisa de mercado. Entenda qual o tamanho da lanchonete que você irá montar, o tipo de alimentos que irá servir, demanda e tendências.

Além do modelo de negócio tradicional, tem outros modelos como os food trucks, que estão em alta, apesar de ter um custo de investimento maior.

Quanto devo investir?

Montar uma lanchonete depende de um investimento relativamente alto, em torno de R$80 mil à R$100 mil. O custo mensal de manutenção do negócio gira em torno de R$10 mil à R$12 mil.

Esse valor é para uma lanchonete de, mais ou menos, 80m².

Lucro

De acordo com pesquisas, o lucro médio mensal pode chegar a 10% em cima do valor investido no mês. E claro, irá depender também de esforços de divulgação e vendas.

Qual a estrutura de uma lanchonete?

Escolha montar uma lanchonete perto de escolas, bancos, regiões comerciais e onde tenha volume de pessoas passando. Por exemplo, rodoviárias e estações de metrô e ônibus são ótimos locais.

Equipamentos

Dependendo da estrutura que você decidir montar em sua lanchonete, você precisará de equipamentos como fogão, fritadeira, freezer, geladeira, cadeiras, mesas, utensílios de cozinha, materiais de escritório, produtos alimentícios, etc.

Funcionários

Inicialmente é recomendadas pelo menos duas posições. A de caixa/vendas que é geralmente o local onde o proprietário ou alguém de muita confiança fica e a cozinha.

Chegou a hora de abrir sua lanchonete

Este tipo de negócio depende de autorizações específicas para funcionamento, pois depende do armazenamento e manuseio de alimentos perecíveis.

Durante o planejamento do negócio, aproveite para consultar e contratar um contador para auxiliar no processo de abertura da empresa. Esta pessoa irá verificar as normas específicas e tributação em relação ao tipo de negócio.

Formalização do negócio

  • Registro na junta comercial

    • Escolha do nome da empresa e verificação de disponibilidade
    • Contrato social
    • Documentos dos sócios
  • Abertura do CNPJ

    • Escolha da atividade principal e secundárias (CNAE) – rste item serve para Tributação e para dizer o que a empresa faz. Link útil 
    • Cadastro na Receita para obtenção do CNPJ
  • Inscrição Estadual e Municipal

Empresas que prestam predominantemente serviços precisam fazer seu registro na prefeitura para obter a inscrição municipal.

Empresas que produzem bens ou vendem produtos, precisam também fazer a sua inscrição estadual.

  • Alvará de bombeiros

As edificações e áreas de risco de incêndio deverão possuir Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio – APPCI, expedido pelo Corpo de Bombeiros Militar do estado.

Esta solicitação deverá ser protocolada juntamente ao Corpo de Bombeiros, que fará uma avaliação do grau de risco da edificação.

O procedimento para liberação do alvará varia de acordo com o grau de risco de cada edificação.

  • Alvará de funcionamento

Todos os estabelecimentos comerciais, industriais e/ou de prestação de serviços precisam de uma licença prévia do município para funcionar.

Conhecida como Alvará de Funcionamento e Localização, deve ser solicitada junto à prefeitura e o procedimento para obtenção do alvará varia de acordo com a legislação de cada município.

  • Cadastro na Previdência Social

  • Outros processos

Dependendo to seu negócio podem ser necessários processos com outras secretarias municipais, tais como: Meio Ambiente, Planejamento, Saúde etc.

Dicas de gestão de uma lanchonete

O essencial é ter cuidado e controle com quatro aspectos: o cardápio, higiene, atendimento e qualidade de fornecedores.

Tenha um cardápio enxuto

Um cardápio enxuto é sempre melhor, pois facilita tanto na produção quanto na gestão financeira. Além de que, o cardápio pode ter poucos produtos, mas de excelente qualidade e com um diferencial em relação à outros lugares.

Por exemplo, optar por vender apenas coxinha e risóles mas os salgados tem algum diferencial em relação à concorrência.

Higiene de sua lanchonete

O cuidado com a higiene é mandatório não só pela fiscalização da vigilância sanitária, mas também porque isto terá impacto na fidelização de seus clientes e atração de novos.

Uma pessoa que tem experiência ruim em uma lanchonete geralmente não retorna e ainda repassa para amigos.

Fornecedores

Será necessário ter uma gama de fornecedores de produtos alimentícios e o ideal é optar pelos que entregam produtos frescos. Leve em consideração o preço, mas coloque a qualidade do produto em primeiro lugar.

Atendimento

Assim como a higiene, o atendimento também marca o cliente. Treine bem os funcionários da lanchonete, mostre qual o padrão desejado e como eles podem fazer para melhorar.

É de extrema importância que você seja exemplo em recepção e atendimento de clientes.

Fique pode dentro!

Estude as regras e diretrizes da Vigilância Sanitária de sua cidade, além de buscar ser pró ativo em relação ao assunto, assim sua lanchonete terá ainda mais credibilidade.

Caso ache complicado abrir uma lanchonete do zero, o setor de franquias de alimentos é super quente. Dependendo da franquia o valor de investimento é alto, mas o retorno também. Confira algumas opções no Portal do Franchising.

Boa sorte em seu negócio!

Join the Discussion

Return to top of page